segunda-feira, 30 de maio de 2011

Quando eu li este ótimo texto , ele me remeteu imediatamente ao Arcano 11- A Força


IDENTIDADE

EU SOU FRÁGIL, SIM, E DAÍ?

Aprenda a encarar a fragilidade como uma qualidade.
.
Para aqueles que se acham frágeis diante de um mundo que muitas vezes parece exigir de todos uma postura de duro na queda, aqui vai um alento: há força na fraqueza! Reconhecer nossos limites é, sim, uma maneira de mostrar coragem, à medida que, admitindo nossas falhas e inseguranças, nos abrimos para aprender e melhorar.
Isto sem falar no autorespeito conquistado, afinal tem coisa mais bonita do que conhecer e respeitar nossos limites? Essa é a melhor maneira de nos libertamos da expectativa alheia. Sem nos preocuparmos com o julgamento do outro, podemos nos desenvolver. E aí reside o nosso poder, o de sermos nós mesmos, com tudo de grande e arriscado que isto acarreta. Mas é na pele de nós mesmos que descobrimos a genuína força para enfrentar o mundo de peito aberto.
Em um outro texto recente que escrevi, sobre quem se acha o dono da verdade, um parágrafo também cai muito bem aqui: "Na vida há que se ter suavidade, doçura e leveza. Um coração que sabe conciliar estas características com sabedoria, flui pela vida com brandura. Respeita a opinião alheia e entende que a verdadeira realização não é provar nada pra ninguém, mas viver em paz consigo mesmo. E que, sim, há muita força na doçura".

ENCONTRE A SUA FORÇA

O que é exatamente força? Ter um físico grande e voz alta? Comprar briga por qualquer motivo? Nunca chorar? Jamais pedir ajuda? Achar que acerta sempre? Desculpe, Super-Homem, mas assim fica difícil acreditar em você.
Força é saber ceder. É saber se colocar com voz suave, porém firme. É acreditar nos sonhos mesmo quando é época de chuvas e trovoadas."Força é saber ceder. É saber se colocar com voz suave, porém firme. É acreditar nos sonhos mesmo quando é época de chuvas e trovoadas."
É persistir. É se aprimorar. Ter delicadeza diante da loucura do dia-a-dia. Reconhecer quando está difícil e procurar outro caminho. Saber dar, mas também saber pedir a mão.
É libertador não precisar manter a aparência, aparentar ser forte de um jeito que você realmente não é. Desista de manter aquela fama de mau. Traz uma paz incrível nos aceitarmos exatamente como somos, pois é na verdade que reside nossa força mais inata. Ao encarar nossas fragilidades, damos vez ao autoconhecimento, à humildade e à sinceridade, capazes de transformar em entusiasmo nossa habilidade para gerenciar melhor nossas fraquezas e falhas.
A professora de yoga Ana Cristina Toledo diz que nossas fragilidades são oportunidades incríveis para que nos tornemos mais fortes e recomenda que as utilizemos como fonte de conhecimento e de crescimento. "Exercitando nossas inteligências física, mental e emocional, tornamos nossos corpos mais livres, nossas mentes mais alertas e nossos corações mais receptivos. Por tudo isso, o indivíduo se torna mais forte", diz ela.
Segundo a especialista, nossas fragilidades servem como fonte de autoestudo, pois ao nos depararmos com situações que desafiam e expõem nossos limites, podemos nos posicionar com mais sabedoria.

DANDO ESPAÇO PARA A FRAGILIDADE

Quando admitimos uma fragilidade, estamos, na verdade, nos damos a oportunidade de refletir sobre o que não fazemos tão bem e assim tomar medidas para melhorar. Assim como é possível conquistar o mundo, mesmo que você tenha uma embalagem frágil. Digo embalagem por que por dentro - que é o lugarzinho que mais importa - o coração é forte quem nem um touro.
Em termos de convivência social, há pessoas que mostram imensa força ao expressar amor, com um jeito gentil e conciliador nas relações. Por serem assim, são capazes de comandar equipes ou serem peças fundamentais em constelações familiares. A doçura é justamente o elo forte no qual todos procuram colo ou conselho. Afinal, é preciso levantar voz ou ser agressivo para justificar um ponto de vista? Não, não acredito nisto. Faço coro com Geraldo Vandré, quando ele cantou que acreditava nas flores vencendo os canhões.
Ou como definiu tão lindamente uma amiga querida (frágil na aparência, mas forte no coração): "minha fragilidade é delicadeza. É empatia. É quem eu sou, de verdade. Num mundo no qual essas qualidades estão escassas, por que tentar ser diferente?".


Iniciou sua formação como terapeuta floral através do Healing Herbs, da Inglaterra, estudando as essências de Bach. Também trabalha com Reiki nível II e massoterapia ayurvédica. Saiba mais »

sábado, 28 de maio de 2011

quarta-feira, 25 de maio de 2011

2 de Copas.

Um dos significados deste benéfico Arcano é : alianças. Vejam que história interessante e que lindos modelos. Eu adoro, acho lindo, romântico.... E você oque acha do uso de alianças?

A história da aliança.
O uso da aliança surgiu por volta do Século 15, provavelmente em Provence, França, época em que começou a ser mais difundida a idéia do amor romântico, parecido com este que nós conhecemos. Pode parecer meio bruto falar assim, mas a gente não pode esquecer que, antes do século 15, amor e casamento eram coisas distintas. A aliança, como o nome revela, simboliza o laço existente entre o casal - um elo entre os dois.
Mary de Burgundy foi a primeira noiva da história a usar uma aliança como sinal de amor e união duradoura. A iniciativa de presenteá-la com um anel de diamantes foi de seu noivo, o Arquiduque Maximilan da Áustria, em 1477.

A forma circular do anel, sem começo nem fim, seria um prenúncio da continuidade do amor e devoção ao longo da vida do casal.
No plano esotérico, a aliança possui poderes mágicos. É a protetora simbólica da união. Colocar um anel no dedo de outra pessoa significa aceitar o dom de outrem como um tesouro exclusivo.

As alianças são usadas para celebrar a união de duas pessoas, um laço de amor, cumplicidade e companheirismo. Hoje em dia, alguns casais optam por usar alianças desde o namoro até o casamento.

As alianças de noivado são feitas de ouro e usadas no anelar direito, passando para o esquerdo no dia do casamento. O costume de usar o anel no dedo anelar da mão esquerda parece ligado a uma crença antiga. Acreditava-se que neste dedo existia uma veia que ia direto para o coração. O dedo anelar esquerdo tornou-se, assim, o dedo da aliança de casamento em diversas culturas.

O casal também escolhe a cor do ouro a ser usado. Pode ser o branco, o amarelo ou o vermelho. O ouro vermelho dá uma aparência mais antiga à jóia e, talvez por isso, a maioria das alianças de hoje é feita com ouro amarelo.

Depois do namoro, noivado e casamento, chega à hora das bodas, que significam cada ano vivido pelo casal. Esta comemoração nada mais é do que do que a confirmação do compromisso de amor feito no ato do casamento. Existem três datas que o casal comemora de uma maneira especial: bodas de prata, 25 anos, quando, normalmente, o casal muda de alianças.

Nas bodas de ouro (50 anos): normalmente o casal usa duas alianças conjugadas, com diamante. E, nas bodas de Diamante (75 anos) o casal usa um brilhante maior nas alianças.

Hoje, as alianças de casamento deixaram de ser simples anéis e passaram a ser consideradas verdadeiras obras de arte. Os modelos, materiais, pedras utilizadas e formatos, deram a essa jóia, carregada de sentimentos e tradição, um poder de sedução e uma participação toda especial na cerimônia de casamento.
Esse modelo achei especialmente interessante....

sábado, 14 de maio de 2011

Momentos.



"Chico Xavier costumava ter em cima de sua cama uma placa escrita: "ISSO TAMBÉM PASSA". Aí perguntaram para ele o porquê disso. E ele disse que era para se lembrar que quando estivesse passando por momentos difícieis, poder se lembrar de que eles iriam embora. Que iriam passar. E que ele teria que passar por aquilo por algum motivo. Mas essa placa também era para lembrá-lo que quando estivesse muito feliz, não deixar tudo para trás e se deixar levar, porque esses momentos também iriam passar e momentos difíceis também viriam de novo. E é exatamente disso que a vida é feita: "MOMENTOS". Momentos os quais temos que passar, sendo bons ou não, para o nosso próprio aprendizado. Por algum motivo nunca esquecendo do mais importante: NADA É POR ACASO. Absolutamente nada. Por isso temos que nos preocupar em fazer a nossa parte, da melhor forma possível. A vida nem sempre segue o nosso querer, mas ela é perfeita naquilo que tem que ser"